Os 5 vídeos mais visualizados de 2018

História dos bairros, jogos indígenas, manifestações, futebol amador: o cotidiano de Bauru através das lentes

Reportagem publicada em 23 de janeiro de 2019

(Arte: Lorenzo Santiago/JORNALDOIS em Canva)
Por Lorenzo Santiago

Foram 120 vídeos produzidos ao longo de 2018 pela equipe do Jornal Dois. Nos quatro cantos da cidade, o J2 esteve presente para retratar milhares de pessoas que não são representadas por jornais, rádios e canais de televisão bauruenses.

Durante todo o ano, os conteúdos audiovisuais foram vistos por mais de 175 mil minutos e tiveram quase 185 mil visualizações. Esses números mostram o crescimento do jornal que completou um ano de atividades no dia 27 de novembro de 2018 e a importância desse trabalho para uma cidade que carece de reportagens aprofundadas e de produções audiovisuais voltadas para a população preta, pobre e marginalizada.

O vídeo sobre o Núcleo Residencial Presidente Geisel é exemplo disso. A maioria das notícias veiculadas pelas grandes mídias exploram os problemas na UPA e buracos no asfalto para retratar o Geisão. O episódio da Série Bairros que abordou o maior bairro da Zona Sul contou a historia e uma outra relação dos moradores com o território.

Que o amador não é só violência os torcedores já sabem, mas a nossa cobertura audiovisual acompanhou o ano todo a Segunda Divisão da Liga Amadora e mostrou um universo que nunca foi apresentado pela televisão local.

Então segura aí os cinco vídeos mais visualizados de 2018!

  1. Série Bairros: Geisel

O Geisel tem 39 anos e é um dos maiores bairros da cidade. O Núcleo Residencial foi se formando com a construção da Avenida Nações Unidas. Durante três décadas, a vila foi crescendo desde a Nações até se encontrar com o Jardim Redentor.

Neste vídeo, Antônio Faria, Cristiane Neques e Jeremias Neques falam sobre a origem e as principais mudanças da vila, desde 1980, quando o terreno foi entregue pela COHAB, passando pela construção do Hospital Estadual até os dias de hoje.

O Geisel tem mais de 30 mil habitantes segundo o Estatuto das Cidades (Imagem: Ana Carolina Moraes / JORNAL DOIS)

Este episódio da nossa Série Bairros tem 4808 minutos visualizados e foi visto por 6374 pessoas.

2. Jogos Indígenas de Ekeruá

A 3ª edição dos Jogos Indígenas de Ekeruá ocorreu entre os dias 12 e 16 de setembro na terra indígena Araribá. O território abriga as aldeias Kopenoti, Ekeruá, Nimuendaju e Tereguá, a cerca de 50 quilômetros de Bauru. Foram nove aldeias que participaram.

De acordo com a organização, o objetivo dos jogos é fortalecer a cultura indígena e resgatar a identidade de cada povo e suas diferentes etnias.

O debate sobre a questão indígena é muito importante no cenário político atual, e o J2 preparou esse vídeo para mostrar como foi a cerimônia de abertura que reuniu centenas de indígenas ao longo dos cinco dias de eventos e atividades.

3. Festa do Título Meninos da Vila 2018

Meninos da Vila leva o título da segundona depois de 5 anos de fundação (Imagem: Lorenzo Santiago / JORNAL DOIS)

Depois de bater duas vezes na trave, o Meninos da Vila F.C. sagrou-se campeão da Segunda Divisão da Liga Amadora. A final foi uma revanche de 2017, quando o MDV foi vice para a Mulekadinha da Indepa.

Com mais de 30 vídeos da competição, o Jornal Dois não poderia deixar de comparecer na festa do campeão e mostrar o que de melhor rolou na comemoração. Clique aqui e confira o rolê no SE.

4. Nicéia 2 x 1 Bela Vista / Quartas de Final

O quarto lugar dos vídeos mais vistos em 2018 também é do amador. Em um jogo eletrizante na Vila Giunta, o Nicéia virou para cima do Bela Vista. No segundo ano jogando o amador, conquistou o acesso para a primeira divisão.

O G.E. Bela Vista jogou sem banco de reservas e mesmo assim saiu na frente em cobrança de falta. O Nicéia virou o jogo faltando 10 minutos para o fim, levando abaixo o Padilhão. Sente o drama!

5. #EleNão

As eleições para a presidência do Brasil em 2018 foram as mais acirradas e polarizadas desde a redemocratização. O clima foi de tensão e medo durante toda a disputa e as ruas refletiram essa angustia.

O movimento “Ele Não” foi organizado em todo o Brasil em prol da manutenção dos direitos das mulheres, negros, LGBTI+, entre outros movimentos sociais, que sentiam no candidato Jair Bolsonaro uma ameaça não só para democracia, mas para a vida dessas pessoas.

O movimento #EleNão ocupou o centro de dezenas de cidades em todo o Brasil no final de semana do dia 29 de Setembro (Imagem: Bibiana Garrido / JORNAL DOIS)

A manifestação em Bauru foi no dia 29 de setembro, teve inicio na Praça Rui Barbosa e percorreu as principais ruas do centro. Segundo a organização, estiveram presentes 5 mil pessoas durante todo o protesto.

Confira como foi esse dia histórico tanto para a cidade de Bauru, quanto para todo o Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.