“A gente não merece ser torturado pela polícia”, diz vítima de violência no Jardim Vitória

Leandro Torciano, de 26 anos, foi alvejado na boca pela Polícia Militar no sábado (24); o caso fez com que familiares e moradores do bairro Jardim Vitória relatassem outros supostos abusos de autoridade que teriam sido cometidos pela corporação; em Bauru, esse tipo de ocorrência cresceu em 69% entre 2019 e 2020 

Publicado em 29 de julho de 2021

Calçada da residência da família Torciano com mancha do sangue de Leandro, que foi alvejado pela polícia (Foto: Camila Araujo/Jornal Dois)

“O pulo do gato, que torna tão efetiva a ação policial militar (…) dá-se quando o imperativo de prender apenas em flagrante encontra um instrumento legal para fazê-lo com celeridade e em grande escala: a política criminal relativa a drogas e a legislação proibicionista dela derivada. Forma-se o mecanismo cujo funcionamento ágil tem superlotado as penitenciárias de jovens que não portavam armas, não eram membros de organizações criminosas, não agiam com violência. O nome desse processo é criminalização da pobreza, verdadeira consagração do racismo institucionalizado”

Luiz Eduardo Soares

Por Camila Araujo e Letícia Sartori 

O bairro Jardim Vitória, na região sul de Bauru, foi palco de um caso de violência policial no último sábado (24), quando um jovem de 26 anos, Leandro Torciano, foi alvejado na boca pelo policial militar Leonardo Rocha, de acordo com familiares e vizinhos que conversaram com o Jornal Dois. O episódio aconteceu depois de meses de tensão entre as forças de segurança, o jovem, que é usuário de crack, e a família Torciano.

“Meu filho geralmente fica na esquina de casa, andando pela rua. Sempre que os policiais encontram o Leandro, batem e o espancam” conta o pai Marcos Torciano. Ele diz que nesses encontros entre o filho e a Polícia Militar (PM), Leandro sempre chega em casa todo machucado e que, por causa dessa situação, o filho passou a correr para dentro de casa sempre que vê a polícia.

Depois de levar o tiro no último sábado, Leandro foi encaminhado de ambulância para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Ipiranga para passar por uma cirurgia. Os familiares contaram ao Jornal Dois que ele foi retirado pela parte de trás do prédio da UPA e levado pelos policiais, sem o conhecimento da família, para o Hospital de Base.

De acordo com a PM, por meio de um comunicado, o tiro foi dado porque Leandro teria apontado uma faca para os policiais. Em maio deste ano, o rapaz teve seus dois braços quebrados, segundo a família, por policiais na região da Favela São Manoel. Por conta da lesão, ele tem dificuldade de movimentar os braços.

Em nota ao Jornal Dois, a Polícia Militar de São Paulo disse que “um indíviduo” que estaria sentado na calçada da Rua Walter Belian teria se levantado ao identificar a viatura da polícia e arremessado uma garrafa que tinha em mãos contra o veículo. E que em seguida ele teria arremessado uma pedra contra o peito de um dos “militares” e investido com a faca em direção do mesmo policial, que “para se defender do risco iminente à sua vida, efetuou dois disparos acertando o indivíduo que mesmo baleado se evadiu correndo”. Leia a nota na íntegra ao final desta matéria.

Em Bauru, os casos de abuso de autoridade policial registraram aumento de 69% entre 2019 e 2020, segundo dados obtidos com exclusividade pelo Jornal Dois por meio da Lei de Acesso à Informação. Leia mais sobre o assunto e dados no decorrer desta reportagem. 

A equipe do J2 esteve na região do Jardim Vitória e conversou com moradores que testemunharam a cena. Eles contam que as viaturas enviadas para o local teriam sido posicionadas de forma a impedir a passagem do Samu. O irmão da vítima conta que, junto de outros vizinhos, jogou pedra em um carro da PM, para tentar abrir o caminho. Ele foi levado à delegacia, onde foi indiciado por dano qualificado a um bem público. Foi liberado no mesmo dia sob pagamento de fiança no valor de R$1200 e de acordo com sua defesa, deve ser alvo de um processo criminal. 

Abuso na favela

Vilma Dias Moreira, cozinheira e moradora do Jardim Vitória, conta que presenciou o Leandro apanhar da polícia no dia em que levou o tiro, quando ela voltava de um passeio com o neto na rua de sua casa. “A gente entrou na frente para impedir porque eles iam bater mais”, conta Vilma, e afirma que “o policial falou que se eu filmasse ele ia quebrar meu celular”.

Moradora do bairro desde os 9 anos, hoje tem 56 e diz que já testemunhou “diversos abusos que eles cometem nessa favela”. Para ela, os policiais acham que todo mundo que mora na região é bandido “porque as pessoas são pobres e não tem recursos” e que “uma hora eles vão matar uma criança” por lá.

Polícia tem que aprender a respeitar a população, diz Vilma Dias, moradora do Jardim Vitória (Foto: Camila Araujo/Jornal Dois)

Para Vilma, a polícia tem que aprender a respeitar a população. “Minha casa ficou cheia de criança desesperada quando atiraram no Leandro”, declarou, e concluiu: “tem biqueira aqui sim, mas ninguém está levando drogas para ninguém, quem desce aqui para buscar são filhos de delegados, de médicos. A gente vê os carrões passando por aqui”.

“A gente é oprimido pela polícia”, declarou Shaylleny Tobias, vizinha da família Torciano. Ela conta que todas as vezes que a polícia aborda Leandro é com agressão. “Todo mundo sabe que ele é usuário de crack, mas ele não tem nada a ver com venda de drogas”, declarou.

Mãe de três filhos, ela disse que sabe o sofrimento que é uma mãe ver um filho apanhando da polícia. “Independente de ele ser usuário, estamos do lado da dona Sandra [mãe de Leandro] porque ela precisa de apoio”, disse a vizinha.

Segundo a Polícia Militar, Leandro “mesmo baleado, se evadiu correndo, tendo dispensado um maço de cigarros em que posteriormente constatou-se conter pinos de cocaína”. Até o momento da publicação desta matéria, o rapaz está internado no Hospital de Base da cidade, depois de passar por cirurgia, sem contato com a família, e sob escolta policial, “tendo em vista haver sido preso em flagrante delito por Tráfico de Drogas e Resistência”, diz a PM.

A advogada que acompanha o caso, Grazielle Villani, explicou que, enquanto aguarda a manifestação do Ministério Público sobre o caso, entrou com pedido de relaxamento da prisão em flagrante e um Habeas Corpus no Tribunal de Justiça. “Todas as medidas cabíveis para assegurar os direitos constitucionalmente garantidos a Leandro e sua família serão tomadas”, declarou a defesa.

Histórico de violações

A casa da família Torciano abriga os pais de Leandro, que são evangélicos, seus dois irmãos, seu sobrinho e a avó. Até novembro do ano passado, não havia portão ou câmera na residência, e então, de acordo com a família, quando o rapaz fugia da polícia, correndo casa à dentro, os PMs entravam no local sem mandado atrás dele. “A gente deixava eles entrarem, e falava que podia pegar ele por ser usuário de drogas, mas o que a gente não queria era agressão”, declarou o pai.

A situação esquentou, de acordo com o relato da família, quando pai, mãe, e os três filhos passaram a ser agredidos. No início de outubro de 2020 Sandra Torciano, mãe de Leandro, disse que foi xingada de “puta” por um policial. Ela filmou a agressão verbal com o celular. Naquela altura, Sandra disse que já tinha uma série de vídeos que registravam violações de condutas policiais.

Pais de jovem alvejado relatam situações vividas no Jardim Vitória ao Jornal Dois (Foto: Camila Araujo/Jornal Dois)

No dia seguinte, com a promessa de que haveria “retaliação” pelo vídeo registrado, segundo a família, os policiais voltaram à residência. A discussão no dia 2 de outubro começou do lado de fora, na Rua Gio Bata Fornetti. Quando a mãe conduz os filhos, Kayke e Leandro, e o pai para dentro de casa, eles são seguidos pelos PMs.

Os policiais, conta Sandra, derrubaram a porta, agrediram a família, e quebraram os celulares que estavam no local, inclusive o de Kayke e de Izabella, que gravavam a cena de violência. Na versão da PM registrada em boletim, a porta teria quebrado porque “durante a confusão, Leandro caiu sobre a própria mãe, danificando a porta da residência”. No vídeo, moradores mostram como ficou a casa após o acontecimento.

“Nessa época eu tava com covid, e mesmo assim me torturaram”, disse Sandra. Ela conta que estava sentada ao lado do neto no sofá quando os policiais começaram a agredi-la e a tirar todo o seu ar. “Você sabe com quem você está falando?”, teria perguntado um dos PMs, tendo ele próprio respondido em seguida: “É a polícia militar de Bauru que tá falando com você”. 

Em maio de 2016, Dauto Nogueira, então estudante de Jornalismo da UNESP de Bauru, que também foi agredido dentro de sua casa pela polícia, conta que ouviu frase semelhante a que teria sido falada para Sandra: “Hoje vocês vão conhecer a Polícia Militar do Estado de São Paulo!”

Kayque, filho de Marcos e Sandra, teve um corte na cabeça por golpes de cassetete na ocasião. Ele teria sido algemado e levado ao Pronto Atendimento pela polícia. No caminho, teria sido agredido por policiais dentro de uma viatura, segundo relato em boletim de ocorrência. Em seu depoimento, Izabella, irmã de Leandro e Kayque, filha de Marcos e Sandra, e mãe de Ryan, conta que foi chamada de “biscate” e “vagabunda” pelos policiais e enforcada “em uma gravata”.

Ela disse ainda que quando estava no pronto atendimento com os irmãos, já que Leandro também teria sido agredido com golpes de cassetete no rosto e nas costas, foi obrigada a assinar uma versão “não verdadeira” dos fatos sobre ofensas e ameaças policiais.

Em seguida, no percurso para a delegacia, afirma que um policial disse que ainda daria um tiro na cara de Leandro, algo que devia ter feito naquela noite de outubro.

A promessa veio a ser cumprida quase nove meses depois.

Na versão da polícia, registrada em boletim de ocorrência, os PMs Fabiano Justino, Leandro Novais e José Roberto Amad Junior afirmam que Leandro teria chamado os policiais de vermes e atirado uma pedra contra a viatura.

Já em seu depoimento, Leandro afirma que, sim, chamou-os de verme depois que um dos policiais chamou sua mãe de “puta” e a mandou lavar louça. 

Esse episódio de violência, que ocorreu no início de outubro, foi presenciado pelo Ryan, filho de Izabella, de quatro anos, despertando na criança um estado de transtorno pós-traumático, como foi diagnosticado em laudo psicológico assinado pela psicóloga Roseli Conceição de Souza. A criança passou a ter um sono agitado e pede para ir embora daquela casa. 

“Um trauma emocional sofrido por uma criança pode desencadear um estado de ansiedade na vida adulta”, aponta o documento, concluindo que, diante do sentimento de insegurança, do medo, e da postura de alerta da criança é necessário continuar os atendimentos psicológicos por tempo indeterminado “como forma de auxiliar e minimizar as consequências do trauma emocional sofrido”. 

Depois do acontecimento em outubro, a família Torciano resolveu instalar um portão e uma câmera de segurança em frente de sua residência. “A gente já sofre por ter um usuário de droga dentro de casa, a gente não merece isso, não merece ser torturado pela polícia”, reclama Sandra, pontuando que “esse não é o trabalho deles” e sim o de revistar, “e se tiver alguma coisa leva preso”. 

Apesar de eles terem revirado a casa e sumido com os telefones, diz Sandra, eles não comentaram sobre isso no B.O. “A versão deles é de que a gente foi pra cima. Como que a gente vai reagir com 30 policiais em cima da gente?”, questiona. 

Dados de violência 

Os números de abuso de autoridade policial, obtidos com exclusividade pelo J2 por meio da Lei de Acesso à Informação, registram um aumento de 69% entre os anos de 2019 e 2020. Foram 13 casos de abuso de autoridade em Bauru em 2019, e 22 no ano seguinte, de acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública. Em 2017 e 2018 esses números foram de 15 e 14, respectivamente. 

Outros relatos de abuso de autoridade que ocorreram em 2021 ajudam a compor um quadro sobre a questão na cidade. Mal havia começado o ano quando uma família, que comemorava uma festa de aniversário na tarde de sábado, dia 2 de janeiro, teve sua casa invadida por forças de segurança pública do estado. 

De acordo com o relato de Jocimara Fabiana da Silva, mãe da aniversariante de 16 anos, o caso aconteceu após discussão com um vizinho que é Policial Militar. Dez minutos depois do ‘bate-boca’, os envolvidos foram surpreendidos pela presença de viaturas e policiais armados com cassetetes que agrediram presentes no local. Pelo menos duas pessoas tiveram que levar pontos. 

No mesmo mês, João Victor Machado, músico de 31 anos, publicou em suas redes sociais um relato da tortura que sofreu após uma abordagem de rotina da PM nas imediações do bairro Núcleo Habitacional Mary Dotta. Machado dirigia um Fiat UNO azul e, segundo ele, a polícia alegou que estava atrás de uma pessoa em um carro de mesmo modelo, mas da cor preta. Ele conta que foi colocado dentro da viatura após receber uma cotovelada no rosto e levado para sua casa, onde a polícia fez a revista em busca de drogas. 

“Me sufocaram com água e um pano na minha cara. Um deles ficou em cima de mim até que quase desmaiei”, relatou Machado em publicação. De acordo com ele, sua esposa que estava junto foi obrigada a ficar do lado de fora da casa durante a sessão de tortura, e a filha dele, de 8 meses, no sofá da sala, recebeu um beijo na boca de um dos policiais. Ele não usava máscara. 

Em abril, Liliane Monteiro Borges sofreu agressões policiais durante uma blitz no bairro Fortunato Rocha Lima. Segundo a PM, a motorista apresentava forte teor etílico enquanto dirigia e se recusou a fazer o bafômetro. Liliane relatou estar estacionada, e disse que ao descer do veículo para ser autuada após discussão, foi agredida pelos policiais, que deixaram seu rosto deformado. A motorista registrou um boletim de ocorrência e não foi constatado embriaguez. 

Em 2020, houve um aumento do número de mortos por intervenção militar na cidade: dez pessoas morreram, duas a mais que em 2019, sendo o maior número do período histórico informado pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, que começou em 2013. No total desse período, 40 pessoas morreram, das quais 57% foram declaradas pretas ou pardas. No país, representando 56,3% da população total, pessoas negras representam quase 79% das vítimas por intervenção policial. 

Para o antropólogo Luiz Eduardo Soares, no texto “Por que tem sido tão difícil mudar as polícias?”, a morte de um jovem negro e pobre, numa periferia brasileira é “mais um traço no catálogo da violência policial”. 

A taxa de letalidade da população bauruense decorrente de intervenção policial em 2020 foi de 2,6 por 100 mil habitantes. Se comparado, esse número está acima da taxa do Estado de São Paulo no mesmo ano, que foi de 1,8, quando 814 pessoas perderam a vida, e se aproxima da taxa de 3,0 referente à taxa do país: foram 6.416 pessoas mortas, também o  maior número desde que o dado passou a ser monitorado em 2013. As informações são do 15º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e mostram que o crescimento das mortes de 2013 a 2020 é da ordem de 190%. 

Mais PMs nas ruas

Com a chegada da nova gestão da prefeitura, com Suéllen Rosim (Patriota) à frente do Executivo, uma das táticas para coibir aglomerações e festas clandestinas é o incremento do trabalho da PM. Logo no primeiro mês do mandato, em 25 de janeiro, a Secretaria de Planejamento e a Polícia Militar, sentaram para discutir o tema. 

“Neste momento, o foco principal é ampliar a presença da PM, através da atividade delegada, para coibir festas clandestinas e eventos irregulares que possam gerar qualquer tipo de aglomeração. Estabelecimentos que descumprirem regras e provocarem aglomerações também podem entrar no alvo da PM, que atuará em conjunto com os fiscais da Seplan”, informou na ocasião o Executivo. 

Suéllen Rosim ao lado de policiais do 4º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM-I) (Foto: Thayna Polin/Prefeitura de Bauru)

Foi no final de 2019, em 7 de novembro, que a Prefeitura de Bauru, na época com Clodoaldo Gazzetta à frente da gestão, assinou com Elzio Carlos V. de Mello, coronel comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar do Interior, a retomada do convênio de implantação do Programa de Atividade Delegada no município, com custo mensal estimado de R$50 mil, depois de ter sido interrompido por oito meses. 

A vigência do contrato era de dois anos, podendo ser prorrogado por até cinco. A parceria firmada entre poder executivo municipal e PM possibilitou a contratação de até 403 policiais de folga. 

A lei que permite a atividade delegada em Bauru é de 2013, tendo sido revogada pela Lei Municipal 7131/2018, para incluir bombeiros e policiais civis, além dos policiais militares. A Gratificação por Desempenho de Atividade Delegada foi então firmada pela primeira vez em 2014, durante o mandato do ex-prefeito Rodrigo Agostinho. Na assinatura do convênio com a Secretaria de Segurança Pública, o coronel Benedito Meira (PSL), hoje vereador na cidade, representou a Polícia Militar (PM) na condição de comandante geral.

Segundo o plano de trabalho do convênio, as atividades desenvolvidas pelos policiais em atividade delegada são: fiscalização de sons e ruídos; fiscalização de boates, bares, lanchonetes; fiscalização das atividades comerciais, industriais, prestação de serviços; e outras atividades estabelecidas pelo município e executadas pelos servidores municipais.

Criminalização da pobreza

O modelo de polícia militar que se tem hoje é descrito no artigo 144 da Constituição Federal, limitando-o ao policiamento ostensivo, chamado de “preventivo”, e deixando a parte da inteligência investigativa para a polícia civil. Segundo Luiz Eduardo Soares, em artigo, quando se cobra produtividade à PM, o que se estimula, já que não se é permitido investigar, é a prisão em flagrante. 

Com isso, diz ele, crimes de lavagem de dinheiro e outros cometidos pelo “colarinho branco” não são visados. “Forma-se o mecanismo cujo funcionamento ágil tem superlotado as penitenciárias de jovens que não portavam armas, não eram membros de organizações criminosas, não agiam com violência. O nome desse processo é criminalização da pobreza, verdadeira consagração do racismo institucionalizado”. 

Luiz Eduardo Soares sugere que é preciso converter em ação comum o trauma de quem sofreu violência policial ou de quem perdeu uma pessoa querida por conta desta violência, e que tal ação coletiva seria capaz de dissolver o “ressentimento em desejo de vida e vontade de mudança”, restabelecendo a “confiança no laço social, o engajamento nas coisas da cidade, a corresponsabilização pela esfera pública”. 

O especialista ainda defende a desmilitarização, que implica em cortar o vínculo das polícias militares com o exército, além de “livrá-las de regimentos disciplinares inconstitucionais e autorizar seus membros a organizar seus sindicatos”, com regras específicas de atuação. 

De tal forma que, aponta, seria possível mudar a divisão do trabalho que impera atualmente nas polícias civis e militares: ambas passariam a cumprir o “ciclo completo” da atividade policial, com investigação e prevenção. 

* Dados desta matéria foram obtidos em parceria com o Instituto Sou da Paz. 

O Jornal Dois entrou em contato com a Polícia Militar para ouvir o posicionamento da corporação a respeito da ação de sábado no Jardim Vitória. Leia a nota na íntegra: 

Em resposta à demanda do Jornal Dois, o 4º Batalhão de Polícia Militar do Interior, a fim de fornecer subsídios, informa que em patrulhamento de rotina, ao acessar a Rua Walter Belian no Jardim Vitória, a equipe policial visualizou um indivíduo sentado na calçada que, ao avistar a viatura, se levantou segurando uma garrafa nas mãos e a arremessou contra os policiais, em seguida, correu até sua residência nas proximidades. No local ele pegou uma pedra de médio porte e fez menção de jogá-la contra a equipe, após, tomou sentido contrário e novamente se evadiu. Com a movimentação, iniciou-se uma aglomeração de aproximadamente 100 (cem) pessoas, quando, dentre elas, o mesmo indivíduo apareceu segurando uma pedra e uma faca, pedra esta que ele arremessou acertando o peito de um dos militares, em seguida, investiu com a faca em direção do mesmo policial que, para se defender do risco iminente à sua vida, efetuou dois disparos acertando o indivíduo que mesmo baleado se evadiu correndo, tendo dispensado um maço de cigarros em que posteriormente constatou-se conter pinos de cocaína. Não bastando, o irmão do agressor foi em direção da equipe policial ameaçando-os de morte e arremessando pedras na direção dos militares, atingindo e danificando a viatura. Foi solicitado apoio via rede de rádio e uma equipe do SAMU para o socorro do indivíduo baleado. Ainda assim os populares continuaram hostis tanto que mesmo a viatura do SAMU quando chegou, foi atingida por pedradas. Com a chegada das demais viaturas no apoio, foi possível realizar o socorro do baleado e a detenção de seu irmão por Dano ao Patrimônio Público. O indivíduo baleado foi socorrido e permanece internado no Hospital de Base de Bauru sob escolta policial tendo em vista haver sido preso em flagrante delito por Tráfico de Drogas e Resistência. Foi instaurado Inquérito Policial Militar para apuração dos fatos.

Acredita no nosso trabalho?         
Precisamos do seu apoio para seguir firme.    
Contribua  a partir de 10 reais por mês. 

Comments

  1. I simply wanted to write a comment to express gratitude to you for all of the lovely ways you are posting here. My extensive internet research has at the end of the day been honored with incredibly good content to go over with my contacts. I would believe that most of us website visitors are unequivocally fortunate to dwell in a magnificent website with many brilliant people with great things. I feel extremely grateful to have seen your entire website page and look forward to really more entertaining moments reading here. Thanks again for everything.

  2. I simply needed to say thanks yet again. I do not know the things I would have handled in the absence of the entire tactics discussed by you directly on such a subject. It absolutely was a frightening dilemma in my position, but looking at a expert form you handled the issue made me to leap with joy. I will be happier for the information as well as sincerely hope you realize what a great job that you are carrying out educating the rest all through your web blog. I know that you haven’t got to know all of us.

  3. I have to convey my passion for your kind-heartedness in support of those people who really want assistance with your matter. Your very own dedication to passing the message up and down came to be quite interesting and have really empowered folks just like me to get to their objectives. Your own valuable information means a whole lot a person like me and even more to my mates. Thank you; from all of us.

  4. Thank you so much for giving everyone such a nice possiblity to discover important secrets from this web site. It’s usually so nice and as well , packed with a great time for me personally and my office co-workers to visit the blog a minimum of three times in one week to learn the new issues you have. And indeed, I am just always happy with your brilliant advice you give. Selected two points in this posting are in truth the most efficient we have ever had.

  5. Thanks for all of the work on this web page. Gloria loves going through investigations and it’s really simple to grasp why. Most people hear all regarding the lively means you create rewarding tips and tricks via the web site and as well as strongly encourage response from some others on this concern while our simple princess is always becoming educated a lot of things. Have fun with the rest of the new year. You are doing a really good job.

  6. I am glad for commenting to make you know what a useful experience my child developed browsing your site. She even learned too many pieces, not to mention what it’s like to possess an excellent giving nature to let other individuals with ease thoroughly grasp chosen complicated subject areas. You actually surpassed people’s expected results. Many thanks for rendering those productive, trusted, educational and in addition cool tips on that topic to Mary.

  7. I wanted to write a small word so as to express gratitude to you for some of the lovely facts you are placing here. My prolonged internet look up has at the end of the day been honored with professional know-how to share with my visitors. I would express that most of us website visitors are unquestionably fortunate to live in a magnificent site with many lovely professionals with great tricks. I feel very much fortunate to have used your entire site and look forward to many more fabulous minutes reading here. Thanks once more for everything.

  8. I intended to write you one tiny note to be able to thank you so much over again for your personal spectacular pointers you’ve discussed on this site. It is seriously generous with you to grant freely precisely what a number of us would’ve supplied as an e-book to generate some dough for themselves, precisely given that you might well have tried it in case you considered necessary. Those principles likewise worked to be a easy way to realize that someone else have similar dreams like my own to realize somewhat more on the subject of this issue. I am sure there are millions of more pleasant instances in the future for people who read carefully your site.

  9. I and also my pals were found to be looking through the excellent guides found on your web blog and then at once got an awful suspicion I never expressed respect to the web site owner for those strategies. The people were definitely happy to read all of them and have in effect surely been loving those things. We appreciate you simply being indeed accommodating and also for making a choice on this form of wonderful ideas most people are really eager to be aware of. Our honest apologies for not saying thanks to you earlier.

  10. Needed to write you a little word to say thank you once again considering the unique tactics you’ve documented at this time. It is so seriously generous with you to offer publicly what exactly a few individuals could possibly have distributed as an ebook to generate some cash on their own, especially since you might have tried it in the event you decided. These good ideas also acted to be a good way to fully grasp that other people have the identical zeal just as my own to see more and more in terms of this matter. I am sure there are millions of more fun occasions ahead for individuals that go through your blog post.

  11. I have to express my thanks to this writer just for bailing me out of this type of dilemma. Right after looking out through the world-wide-web and obtaining notions which are not productive, I was thinking my life was gone. Being alive minus the answers to the problems you’ve solved as a result of your guideline is a crucial case, as well as the ones that might have in a wrong way affected my entire career if I hadn’t encountered your web blog. Your personal understanding and kindness in playing with every aspect was precious. I’m not sure what I would have done if I had not discovered such a point like this. I can now look forward to my future. Thank you so much for the professional and result oriented help. I won’t think twice to recommend the sites to any person who would like counselling about this issue.

  12. I am just writing to make you be aware of what a magnificent encounter my friend’s daughter went through using your web page. She learned so many pieces, including what it is like to possess an excellent teaching mood to make folks very easily master a variety of very confusing things. You really surpassed visitors’ desires. Thank you for rendering these beneficial, healthy, revealing not to mention fun tips on that topic to Janet.

  13. Needed to put you that very little remark in order to give thanks yet again just for the remarkable basics you’ve shared on this website. It was really surprisingly generous with you to allow freely what some people could have offered as an ebook to help make some profit for themselves, chiefly since you might well have done it if you desired. The suggestions additionally acted to be a fantastic way to understand that other individuals have the identical passion just as my personal own to see way more on the subject of this issue. Certainly there are a lot more enjoyable moments up front for people who scan your site.

  14. I definitely wanted to type a brief remark in order to thank you for these pleasant facts you are giving on this site. My long internet search has finally been compensated with good quality details to exchange with my guests. I would claim that most of us website visitors are quite blessed to live in a decent site with very many special professionals with helpful solutions. I feel very much fortunate to have discovered your entire website and look forward to so many more enjoyable moments reading here. Thank you once again for everything.

  15. I as well as my pals ended up viewing the nice things found on your web blog while the sudden got a terrible feeling I had not expressed respect to the site owner for them. My ladies ended up consequently happy to study all of them and have certainly been using those things. I appreciate you for truly being very thoughtful and then for pick out some incredible guides most people are really desperate to discover. My honest apologies for not expressing appreciation to you sooner.

  16. A lot of thanks for your whole labor on this web page. My daughter delights in engaging in internet research and it is obvious why. My spouse and i know all relating to the dynamic tactic you offer precious steps by means of your web blog and therefore boost participation from other ones on the content while our favorite child is without a doubt becoming educated a lot of things. Enjoy the rest of the year. You are always performing a really good job.

  17. I and my buddies were found to be studying the good secrets and techniques on the blog then instantly developed a horrible suspicion I had not thanked the site owner for those tips. Those guys ended up absolutely warmed to read all of them and now have quite simply been taking pleasure in them. Thank you for really being really thoughtful and also for settling on this form of useful guides most people are really desperate to understand about. Our own honest apologies for not saying thanks to sooner.

  18. I wish to express some appreciation to you for bailing me out of this type of challenge. Just after exploring through the the net and getting ideas which are not productive, I figured my life was done. Existing minus the solutions to the difficulties you’ve resolved by means of the article content is a crucial case, as well as ones which could have in a negative way affected my entire career if I had not encountered your web page. Your main know-how and kindness in playing with all the things was vital. I’m not sure what I would have done if I hadn’t come across such a subject like this. I’m able to now relish my future. Thanks a lot so much for the professional and result oriented help. I won’t hesitate to suggest your blog post to anyone who should have counselling on this matter.

  19. I happen to be writing to make you be aware of what a fine encounter my friend’s child experienced reading your webblog. She picked up plenty of details, with the inclusion of how it is like to possess an amazing coaching nature to get folks just learn various multifaceted issues. You really surpassed people’s expected results. Thank you for offering such valuable, healthy, edifying as well as unique thoughts on this topic to Julie.

  20. My husband and i ended up being fortunate when Michael could finish up his homework with the ideas he acquired through your site. It’s not at all simplistic just to find yourself giving freely solutions which people today could have been making money from. And now we take into account we have the writer to give thanks to for this. Those illustrations you’ve made, the easy blog navigation, the relationships you can aid to promote – it’s all terrific, and it is making our son in addition to the family reason why this idea is awesome, which is certainly pretty indispensable. Thank you for all!

  21. Needed to post you this bit of remark in order to give thanks again over the marvelous suggestions you have provided in this article. This has been really incredibly generous with you to deliver unhampered all most people would have made available as an e-book to make some bucks on their own, and in particular now that you could possibly have tried it if you ever decided. The points also acted to be a easy way to be certain that most people have similar zeal just like my very own to realize somewhat more with reference to this condition. I am sure there are numerous more pleasant instances ahead for those who browse through your site.

  22. I in addition to my guys ended up examining the good information and facts found on your web page while the sudden got a terrible suspicion I had not thanked the web site owner for those secrets. The young boys are already for that reason passionate to read all of them and now have honestly been taking advantage of these things. Many thanks for genuinely very helpful as well as for considering varieties of terrific topics millions of individuals are really needing to understand about. My honest regret for not expressing appreciation to you sooner.

  23. My husband and i felt now relieved that Ervin could deal with his studies because of the ideas he had in your site. It is now and again perplexing to just choose to be making a gift of thoughts which usually some other people may have been trying to sell. We do know we now have you to appreciate because of that. The entire illustrations you have made, the straightforward site navigation, the relationships you will help to create – it’s got mostly terrific, and it is helping our son in addition to our family consider that this topic is enjoyable, which is extraordinarily indispensable. Thank you for all!

  24. Thanks a lot for giving everyone such a brilliant opportunity to check tips from this website. It is usually so cool and also stuffed with a great time for me personally and my office co-workers to visit your web site really three times in 7 days to read through the fresh secrets you have. And definitely, I’m just actually impressed with the stunning hints you serve. Certain two ideas on this page are in truth the most suitable we have all had.

  25. I am only writing to make you know what a magnificent encounter our princess gained browsing your web page. She realized a wide variety of things, with the inclusion of what it is like to possess a great giving character to let many more without problems gain knowledge of chosen specialized subject areas. You undoubtedly surpassed my expectations. Thanks for producing such productive, safe, educational and as well as cool tips on that topic to Evelyn.

  26. I definitely wanted to send a small remark to be able to thank you for all the nice instructions you are writing here. My rather long internet look up has finally been recognized with good quality concept to share with my good friends. I would suppose that many of us site visitors are very lucky to dwell in a good community with very many wonderful people with insightful tricks. I feel extremely privileged to have discovered your entire weblog and look forward to some more awesome times reading here. Thanks a lot once more for everything.

  27. I precisely had to appreciate you once more. I am not sure the things I might have followed without the actual concepts shared by you about this area of interest. It has been a frightening concern in my circumstances, nevertheless spending time with a new specialised form you treated that made me to leap over happiness. I’m grateful for this advice as well as believe you recognize what a great job you were undertaking training people using a web site. More than likely you have never come across all of us.

  28. I and also my guys have been studying the good pointers located on your web blog and so quickly got a terrible feeling I never expressed respect to the blog owner for those tips. Most of the young boys are already as a result very interested to read through all of them and have in effect absolutely been enjoying these things. Many thanks for being considerably helpful and also for making a decision on this sort of superior subject areas millions of individuals are really wanting to be aware of. My sincere regret for not saying thanks to you sooner.

  29. I simply desired to say thanks yet again. I do not know what I would’ve gone through in the absence of the entire tips shared by you directly on such a concern. It seemed to be a frightful condition for me, however , considering the very specialized tactic you managed that took me to leap over gladness. I am just grateful for the guidance as well as trust you are aware of a powerful job you happen to be carrying out teaching others with the aid of a blog. More than likely you have never got to know any of us.

  30. I would like to voice my respect for your generosity supporting folks that really need help on in this issue. Your real commitment to getting the message all over was extremely informative and has in every case allowed somebody much like me to attain their desired goals. The invaluable suggestions implies much to me and further more to my peers. Many thanks; from each one of us.

  31. I am also commenting to let you understand what a helpful discovery our child had using yuor web blog. She came to understand so many details, not to mention what it is like to possess an excellent teaching nature to get men and women effortlessly thoroughly grasp chosen advanced matters. You actually surpassed visitors’ desires. Many thanks for rendering these warm and helpful, trustworthy, revealing and fun tips about the topic to Tanya.

  32. Thank you a lot for providing individuals with a very brilliant chance to read articles and blog posts from this site. It is always very lovely and also packed with a great time for me and my office peers to visit the blog at minimum thrice in 7 days to read through the fresh items you have. And definitely, we’re at all times contented for the amazing things served by you. Selected 1 points in this article are ultimately the best we have ever had.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.