Suéllen nomeou 8 candidatos do Patriota para cargos comissionados na prefeitura

Em campanha, a prefeita defendeu formação de uma equipe “técnica” e sem a necessidade de “cargos comissionados apenas para devolver apoio político”

Publicado em 06 de janeiro de 2020

Prefeita Suéllen e seu vice, Orlando Costa Dias, durante campanha. Patriota conseguiu eleger um vereador para a Câmara de Bauru (Foto: Reprodução - Arte: Bibiana Garrido / Jornal Dois)
Por Lucas Mendes

A prefeita de Bauru Suéllen Rosim (Patriota) nomeou para cargos comissionados oito pessoas que foram candidatas a vereador e vereadora pelo seu partido nas eleições de 2020.  

Os nomes foram publicados em edição especial do Diário Oficial de Bauru do dia 01 de janeiro.

Até o momento, segundo informado pela Prefeitura de Bauru, foram 31 nomeações de pessoas de fora da administração em cargos comissionados para o gabinete da prefeita e secretarias. Outros 19 cargos de nomeação foram preenchidos por funcionários de carreira da própria prefeitura. 

Mais pessoas ainda poderão ser nomeadas para cargos no Executivo municipal. A gestão Clodoaldo Gazzetta (PSDB) encerrou 2020 com 86 pessoas em cargos de comissão. 

Os cargos comissionados são aqueles em que não é preciso um concurso público para serem ocupados. As nomeações podem ser feitas livremente pelos pelos prefeitos, que colocam nessas funções pessoas de sua confiança. Apenas os cargos de direção, chefia e assessoramento podem receber essas indicações. 

Mesmo que sejam feitas livremente pela prefeita, as escolhas devem obedecer alguns princípios, como a proibição de nomear parentes. Esse foi o caso da suspensão da escolha de Daniel Valle para Coordenador dos Serviços Municipais do Poupatempo Bauru. 

Filho de Luiz Carlos Valle, Daniel teve sua nomeação tornada sem efeito no dia 4 de janeiro. Carlos Valle foi candidato a prefeito de Bauru pelo Podemos em 2020 e assumiu a presidência da Emdurb (Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano e Rural de Bauru) no governo Suéllen. 

Quem são?

O Patriota lançou 25 candidatos a vereador nas eleições de 2020. Ao todo, a chapa conquistou 5.938 votos, o que garantiu a eleição de Marcelo Afonso ao legislativo bauruense. 

Oito desses 25 candidatos foram nomeados para cargos na prefeitura. Os nomes são os seguintes. Suas ocupações foram retiradas a partir de informações disponíveis em suas redes sociais. 

Marcos Venâncio de Oliveira (Marquinhos do Gás) – Escolhido para o cargo em comissão de Administrador Regional da Administração Regional do Núcleo Mary Dota, da Secretaria Municipal das Administrações Regionais.

Recebeu 433 votos na última eleição. É comerciante no ramo da distribuição de gás e água e pastor do Ministério Pentecostal Jesus é a Salvação.

Joel de Souza (Joel da Nord) – Escolhido para o cargo em comissão de Diretor de Departamento Social, da Secretaria Municipal das Administrações Regionais.

Recebeu 624 votos na última eleição. É dono da sorveteria “Nord”. 

José Wendel Nicolau – Escolhido para o cargo em comissão de Diretor de Departamento de Abastecimento, da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento.

Recebeu 6 votos na última eleição. É dono da W&W Oliveira Paula, empresa de construção civil.

Manoel Messias Pereira da Silva (Messias Messa) – Inicialmente escolhido para o cargo em comissão de Diretor de Departamento de Lazer, da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, teve sua nomeação alterada para ocupar o cargo em comissão de Secretário de Secretaria, da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer.

Recebeu 94 votos na última eleição. É professor de guitarra e violão.

Rodrigo Cesar da Silva – Escolhido para o cargo em comissão de Diretor de Departamento de Apoio Operacional, da Secretaria Municipal de Obras.

Recebeu 94 votos na última eleição. É empresário no ramo de instalação de vidros temperados e esquadrias de alumínio

Mario Henrique dos Santos Pinheiro – Escolhido para o cargo em comissão de Secretário de Secretaria, da Secretaria Municipal de Cultura.

Recebeu 158 votos na última eleição. Com 21 anos de idade, é dançarino e empresário dono da Doceria Ação do Sabor. Produz conteúdo para suas redes sociais comentando sobre empreendedorismo, educação e mercado de trabalho.

Damaris Nunes de Faria Pavan – Escolhida para o cargo em comissão de Secretária da Prefeita, do Gabinete da Prefeita.

Recebeu 166 votos na última eleição. É empresária do ramo da beleza, dona da Dama Esmalteria, manicure onde Suéllen Rosim é cliente.

Geisa Cristina Sabino Mollo – Escolhida para o cargo em comissão de Secretária de Secretaria, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Renda.

Recebeu 109 votos na última eleição. Trabalha como empregada doméstica.

Perfil técnico

Durante a campanha eleitoral, Suéllen pontuou que selecionaria pessoas de “perfil técnico” para seu governo.  

No debate com o candidato Raul Gonçalves (DEM) no segundo turno, organizado pela Band no dia 19 de novembro, Rosim defendeu que sua administração iria transformar a cidade “com uma equipe técnica, com gente da gente que entende do assunto”. 

Já na entrevista ao programa Tem Notícias, da TV Tem, em 23 de novembro, Suéllen assegurou que não teria dificuldade em limitar os cargos comissionados, porque trabalharia com as pessoas que já estivessem na prefeitura. 

“Eu terei muita tranquilidade porque eu não fatiei a prefeitura com antecedência. Então, vou escolher de forma técnica, de forma coerente porque a gente não administra a prefeitura só em números. E eu posso garantir que nós não teremos uma máquina inchada e cargos comissionados apenas para devolver apoio políticos, porque eu não fiz apoios políticos e o que me trouxe aqui foi realmente o voto da população e assim que eu vou manter até o fim”, disse a então candidata.  

Segundo nota encaminhada ao Jornal Dois pela Prefeitura de Bauru, os nomeados atendem aos requisitos exigidos para a contratação nos respectivos cargos, e seguem os critérios definidos pela prefeita de escolha técnica. 

A reportagem questionou se os nomeados se dedicarão aos cargos públicos em tempo integral ou se continuarão com seus trabalhos e ocupações. Segundo a prefeitura, o servidor em cargo comissionado deverá cumprir a carga horária da função para a qual foi nomeado, sem distinção.

Acredita no nosso trabalho?         
Precisamos do seu apoio para seguir firme.    
Contribua  a partir de 10 reais por mês. 

Comments

  1. Um professor de violão e guitarra, pra comandar o esporte…🙏
    É pra acabar com a minha inteligência..🤔🤭😸💪☺️☺️🤑🤑🤑🤑🙏😡😡😡🤥🤥🥳🥳🤥🤥🥳🤡🤡🤡🤡🤡

  2. Não desmerecendo ninguém, mas eu não vejo nenhum técnico nomeado nos cargos comissionados. Posso ter entendido errado, mas pessoas técnicas não vi.

  3. Um bando de sem votos, infelizmente
    Esse governo não vai terminar bem,
    Esses cargos podia ser preenchidos
    sim, mas por pessoas qualificadas.

    Oliveira Lima

  4. O que a prefeita entende por cargo técnico? Tecnicamente evangélico? Tecnicamente do seu partido político? Com a palavra a senhora Suellen.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.