Simpatia para atrair o amor (próprio)

Entre as tantas receitas que podemos achar por aí, que tal uma que vale a pena para colocar em prática na vida das mulheres? 

Publicado em 19 de março de 2020

Afinal esse é o amor que a gente precisa nutrir em primeiro lugar, né? (Arte: Bibiana Garrido/JornalDois | Foto: Divulgação)
Por Bruna Salto, colunista do J2

Para começar, reserve uma dose alta de paciência, muito bom humor, fé em quantidade infinita, muito posicionamento firme (procure aquele que venha sem medo).
Comece rindo bem alto quando tudo estiver incrível, aproveite a oportunidade de ser feliz.
Não se cobre tanto.
Respira.
Aproveita.

Quando o mundo estiver desabando, não, não vou te dizer pra sorrir também.
Você precisa ser honesta com os seus sentimentos, isso faz parte dessa mandinga.
Permita-se estar cansada, ter vontade de desistir, achar que não vai mais conseguir amanhã.
Seja real.
Mulheres fortes também cansam. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Guarde no fundo da gaveta, o seguinte recado escrito em papel branco: “tudo passa!”
Leia quando sentir necessidade, e potencialize uma certa força interior.

Se olhe todos os dias no espelho, durante sete dias.
Encare seu corpo, olho no olho, afirme
uma coisa linda pra si.
Você costuma ser boa com isso
quando é para os outros, certo?
Já passou da hora de ser legal pra você também.

Algo fundamental para que esse processo aconteça com sucesso é que você encare sua maior amiga e sua pior inimiga: Sim, você mesma.
Ela está te aguardando na saída.

Nesses sete dias, pare de seguir (na internet e na vida), gente que te faz sentir como se precisasse de algo mais, gente que te traz aquele sentimento de inferioridade, simplesmente bloqueie o mal estar.
Também não se compare.
Você não faz ideia do que é a vida de um outro alguém.

Das suas dores e seus sabores, respeite sempre um pouco mais.
Reserve um tempo em um ambiente acolhedor e diga em voz alta, com a mão direita no coração: Eu estou aqui pra você, sempre!
Isso vai te ajudar a nunca se esquecer de que ser o topo da lista das suas prioridades, não é egoísmo.

Por último, num recipiente chamado vida (você encontra na sua respiração), misture tudo.
Ligue o fogo e vá viver.
Sim, pouca gente sabe fazer isso com a vida, mas é pra isso que ela serve (procurem o manual).
Compreenda que um dia ruim não é uma vida ruim, um relacionamento que não foi como você esperava talvez tenha trazido ensinamentos fundamentais para você ser essa mulher forte que é!
Acorda, desperta pro que você veio fazer aqui!
Você é mais do que dedicar amor ao outro: Você é o próprio amar.
Você é o seu amor!

As colunas são um espaço de opinião. Posições e argumentos expressos neste espaço não necessariamente refletem o ponto de vista do Jornal Dois.
Acredita no nosso trabalho?         
Precisamos do seu apoio para seguir firme.    
Contribua  a partir de 10 reais por mês. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.