PARELHO

Nobuji e Nova Esperança empatam em 1 a 1 pela 14ª rodada da segundona

Reportagem publicada em 7 de julho de 2018

 

Partida rolou no domingo a tarde, no estádio Horácio Alves Cunha, no Bela Vista.

Por Lorenzo Santiago

Domingo de feriado na Bela Vista. A torcida chegava aos poucos para a 14ª rodada da Segunda Divisão da Liga Bauruense de Futebol Amador. A preliminar teve muito sol na testa de todo mundo. Com o inverno, a tendência era que o sol baixasse bem para Nobuji Futebol Clube e Nova Esperança. Não baixou e o clima esquentou muito nas quatro linhas. Os dois times estavam quase classificados e precisavam somar para garantir logo a classificação.

Para o Nobuji, um empate praticamente resolvia. O que importava mesmo era se impor e mostrar a qualidade para um time que pode ser adversário na próxima fase. Para o NEEC ganhar era importante pra, não só se garantir na segunda fase, como conquistar equilíbrio diante dos times de cima da tabela. Os dois saíram de cabeça erguida.

Mas o primeiro tempo foi fraco tecnicamente. Muito truncado e pegado no meio de campo. Poucas chances de gol. O Nobuji rondava mais a área adversária e o NEEC buscava explorar o contra ataque rápido. Para o Nobuji faltava o último passe, e os chutes de longa distância acabaram sendo a saída. O Nova Esperança até que levou perigo nas bolas esticadas, mas o goleiro do Nobuji não teve trabalho.

Na volta do intervalo tudo mudou, e o jogo PEGOU FOGO. Aos 18 minutos da segunda etapa, o goleiro da Leste saiu mal do gol e cometeu o pênalti. Hudson Boareto foi pra bola e bateu forte, no alto, sem chances de defesa. 1 a 0. E o NEEC cresceu. Se defendia bem, vibrava a cada tirada pra lateral. O time do Nobuji, apesar de mais qualidade técnica parecia que não ia reagir. Até que em discussão na intermediária de defesa do Nova Esperança o juiz colocou um de cada time pra fora. Aí a equipe da ZL se lançou pro ataque. Tinha mais espaço e conseguia chegar mais fácil ao gol. Mas ainda assim, o goleiro do clube da Z.O. não tinha feito nenhuma defesa espetacular. Até os 35 minutos. Foi quando o Nobuji cobrou uma falta na área, o arqueiro saiu de soco e afastou. Mas a bola sobrou para Max, que de primeira, de canhota, com o peito do pé, pegando em cheio na bola e mandando de cobertura um

G
O
L
A
Ç
O
!

Com o empate virou drama. E o Nobuji se jogou pra frente. Mas aí começou um show particular. O goleiro Jhony, do NEEC, trabalhou muito, mas MUITO MESMO nos últimos 15 minutos. E segurou o resultado com as mãos literalmente. Foram pelo menos 4 defesas difíceis. E ficou assim, 1 a 1.

Com o resultado dos outros jogos o Nobuji garantiu a classificação de forma matemática e agora pensa somente na próxima fase. Os proximos jogos vão ajudar o time a testar variações táticas e dar mais confiança ainda para os jogadores. O proximo é contra a forte equipe da Mulekadinha. O time da Leste já provou que tem qualidade. Vai brigar até o fim e se mantiver a pegada da primeira fase, sem dúvida é um dos candidatos fortes ao acesso.

O Nova Esperança se mostrou regular e competitivo. Apesar de não ter os talentos individuais o conjunto é equilibrado. É a 4ª melhor defesa da competição, mas o 3º pior ataque. Os últimos três jogos podem ser um diferencial. Pega dois times da parte de baixo da tabela e pode garantir a classificação com muita tranquilidade. Vencer e melhorar a parte ofensiva vão ser fundamentais para a continuidade na competição e realizar o sonho do acesso.

Vai afunilar.

O AMADOR É GIGANTE!

Imagens e edição: Lorenzo Santiago / JORNAL DOIS

Comments