Voltaremos às ruas em defesa da vida

As mobilizações nacionais pelo Fora Bolsonaro continuam no dia 19 de junho: em Bauru estaremos às 14h na Praça Rui Barbosa

Publicado em 17 de junho de 2021 

Movimentos populares e partidos políticos, que constroem o ato, defendem que não é possível esperar 2022 para tirar Bolsonaro do governo (Ilustração por Isabela Borba da Frente Revolucionária Estudantil de Bauru)
Por Coletivo Afronte Bauru 

Após mais de um ano de pandemia, as manifestações do último dia 29 de maio marcaram o retorno do povo às ruas para se opor ao governo Bolsonaro.

A indignação frente às quase 500 mil mortes, superou o medo e mobilizou centenas de milhares de pessoas em todos os estados do país, expressando um basta ao projeto de morte em curso.

Ainda que pouco destaque a este momento tenha sido dado pela mídia tradicional, o 29M foi o primeiro passo rumo à derrubada deste governo genocida. Nos cabe agora não só continuar o processo, mas ampliá-lo, pois o projeto neofascista segue à toda seu curso.

O presidente sente-se livre para aparecer em rede nacional e dizer que quem já foi vacinado pode deixar de usar máscaras. A prioridade da agenda política, em meio a pandemia, é a Copa América e não o auxílio emergencial para aqueles que precisam, a educação pública, o combate à fome e ao desemprego.

A reforma administrativa segue em curso e esta, junto às reformas da previdência e trabalhista anteriormente aprovadas, tornará a vida dos pobres ainda pior em nosso país. O genocídio da juventude negra e o extermínio dos povos originários segue fazendo vítimas todos os dias.

Não podemos esperar 2022 para vencer o bolsonarismo. Neste momento histórico, a nossa presença nas ruas é de extrema importância para mover os obstáculos que impediram a aquisição das doses de vacina que são o único caminho para o fim da pandemia e que, inclusive, já poderiam ter salvado milhares de vidas se não tivessem sido cruelmente rejeitadas.

As informações trazidas à tona pela CPI da Covid nas últimas semanas deixaram claro que Bolsonaro escolheu deixar o povo morrer. Deixá-lo terminar o mandato seria ignorar seus crimes, pelos quais deve começar a pagar já, perdendo o quanto antes seu cargo não merecido.

Agora, mais do que nunca, é o momento de mostrar que o nosso luto também é verbo, que não vamos tolerar a impunidade que custa a vida dos nossos! Sigamos, como no 29M, mostrando que não estamos isolados na luta, provando solidariedade e revelando que é possível ir às ruas sem que isso esteja em oposição à defesa da vida.

O governo continua mais perigoso que o vírus e, por isso, convidamos a todos que no dia 19 de junho se juntem a nós na praça Rui Barbosa às 14h, de máscara PFF2 no rosto, álcool gel e mantendo um distanciamento seguro. Gritaremos por Fora Bolsonaro! Fora Suellen! por Vida, Pão, Vacina e Educação!

As colunas são um espaço de opinião. Posições e argumentos expressos neste espaço não necessariamente refletem o ponto de vista do Jornal Dois.
Acredita no nosso trabalho?         
Precisamos do seu apoio para seguir firme.    
Contribua  a partir de 10 reais por mês. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.