Fórmula do sucesso

Natalino da Pousada se diz ‘o vereador que faz a diferença’ e busca quarto mandato consecutivo

Publicado em 25 de outubro de 2020

Natalino foi presidente do Partido Verde em Bauru entre 2016 e 2017 e voltou ao cargo em 2020 (Ilustração: Laura Poli | Foto do vereador: Pedro Romualdo)
Por Natália Santos

Natalino da Pousada não tem esse nome de urna à toa. Tudo começou quando o baiano de nascença aterrissou em Bauru em 1983 e construiu morada no bairro Pousada da Esperança, onde atuou líder comunitário, desenvolvendo ações sociais com os moradores. Ao iniciar sua carreira política, o vereador integrou parte do bairro da zona Norte não apenas em seu nome, mas também nas suas ações, uma vez que, ainda hoje, boa parte da sua atuação como parlamentar diz respeito à região. 

Desde 2009, Natalino ocupa uma cadeira na Casa de Leis de Bauru. Filiado ao Partido Verde (PV), o vereador tem como bandeira garantir que a população tenha atendimento de qualidade nas áreas de saúde, educação de qualidade, infraestrutura, saneamento básico e assistência social. Na última eleição, em 2016, ele obteve 2.701 votos.

Em 2020, Natalino da Pousada tenta se eleger para o quarto mandato consecutivo, ainda pelo Partido Verde, do qual é presidente em Bauru.

Cidade carente

Natalino apresentou dois projetos de lei neste mandato. O primeiro originou a lei 7000/2017, que torna a entidade Aliança Social, pertencente à Igreja Evangélica Missionária, como de utilidade pública. O segundo, voltado à assistência social, criou o Banco de Óculos. Vinculado à Secretaria Municipal de Bem-Estar Social (Sebes), o projeto prevê o recebimento de doações de armações de óculos em bom estado e sua distribuição aos munícipes de baixa renda, mediante apresentação de receita médica emitida pela rede pública de saúde.

As temáticas de área social, saúde, educação, infraestrutura, saneamento básico e direitos do cidadão, definidas como bandeiras de Natalino, podem ser percebidas nas audiências públicas convocadas pelo vereador. Ao todo, foram 12 encontros com autoridades e entidades públicas, para debater a qualidade de vida dos cidadãos e a infraestrutura da cidade. O vereador também liderou as discussões sobre a paralisação das obras nas marginais da rodovia Marechal Rondon (SP-300), suspendidas no início de 2018 devido à falta de documentos que aprovassem a continuidade da construção. 

Segundo o vereador, Bauru é “uma cidade carente que ainda não conseguiu suprir muitas das demandas de infraestrutura básica”. Com base nessa avaliação, Natalino enviou 531 sugestões de melhorias infraestruturais no município, como implantação de iluminação pública, recapeamento de asfalto em vias públicas e limpeza de espaços públicos. 

Painel com todos os dados numéricos do mandato de Natalino. Dados coletados até dia 16 de outubro de 2020. (Ilustração: Laura Poli e Natália Santos | Foto do vereador: Câmara Municipal de Bauru)
O pai da CEI da Cohab 

Natalino protocolou o pedido que originou a Comissão Especial de Inquérito da Companhia de Habitação Popular de Bauru (Cohab). Com a criação aprovada por unanimidade em 2020, a CEI foi a terceira aberta pelos vereadores da 32ª legislatura, e apurou desvios financeiros relacionados à empresa de economia mista. Além disso, o vereador atuou como presidente do grupo de investigação. Em relatório final, o grupo de trabalho parlamentar apontou indícios de improbidade administrativa na gestão do prefeito Rodrigo Agostinho.

Natalino também participou, como membro, da CEI dos Precatórios, que apurou irregularidades envolvendo dívidas milionárias referentes a duas áreas de conservação ambiental. 

O vereador foi 1º secretário na Mesa Diretora, durante o primeiro biênio (2017-2020). Atuou também como presidente na Comissão de Ética e Decoro Parlamentar e na Comissão Interpartidária, que promove audiências públicas de prestação de contas do Executivo. Como membro, Natalino contribuiu com o trabalho de outras duas comissões: a de Fiscalização e Controle e a de Justiça, Legislação e Redação.

Durante a pandemia de covid-19, Natalino sugeriu duas ideias ao Prefeito Municipal, por meio de moções de apelo: a inclusão do ramo de flores e plantas ornamentais como atividade essencial da cidade e a criação de um auxílio emergencial municipal de caráter de assistência financeira temporária. Nenhuma das sugestões foram aceitas pelo chefe do Executivo.

Segundo o Portal de Transparência da Câmara, Natalino da Pousada recebeu, desde o início do mandato até setembro deste ano, R$ 278 mil pela sua atuação como vereador.

Pílulas do Poder é o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de Jornalismo de Egberto Santana e Natália Santos na Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC) da Unesp, com orientação da Profª. Drª. Suely Maciel e tem o apoio e a revisão da equipe do Jornal Dois. 

Acredita no nosso trabalho?         
Precisamos do seu apoio para seguir firme.    
Contribua  a partir de 10 reais por mês. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.