Covid-19: semana registra menor número de novos casos e mortes desde junho de 2020

Foram 228 casos confirmados e 3 mortes no período; UTI de Bauru tem queda em ocupação pela décima semana seguida

Publicado em 7 de setembro de 2021

Redação
Entre 21 de agosto e 6 de setembro, Bauru registrou 228 novos casos de covid-19. Em comparação com a semana anterior, são 8 a menos, o que significa uma redução de 3,4%.
 
É a semana com o menor número de casos registrados desde junho de 2020, antes da subida da primeira onda na cidade.
 
Do total de testes realizados na semana, 34% resultou positivo. Foram 666 novos testes para 228 novos casos confirmados. O número ainda está longe do ideal indicado pela OMS, de 5% de positivos.
A faixa etária que mais se contaminou no período é a de 40 a 49 anos, representando 28,5% do total de casos confirmados. Em seguida, a faixa dos 20 aos 29 anos, com 13,6%.
 
Bauru registrou 3 mortes causadas por covid-19 entre 31 de agosto e 6 de setembro. É a semana com o menor número de mortes registradas desde junho de 2020.
 
Dos 3 falecimentos, 2 eram de pessoas com menos de 60 anos.
 
A média móvel de novos casos em Bauru, em 6 de setembro, é de 33. Em relação a 14 antes houve redução de 51%. A média móvel de novas mortes, também em 6 de setembro, é de 0,43. Uma redução de 25% em comparação com 14 dias antes.
 
As UTIs da cidade, em 6 de setembro, registram ocupação de 25%. Com essa, é a décima semana consecutiva registrando redução ou estabilidade na ocupação.
 
A ocupação de leitos da Diretoria Regional de Saúde de Bauru (DRS-VI), em 6 de setembro, é de 36% e registra queda há 8 semanas.
 
Entre 31 de agosto e 06 de setembro, 8.876 pessoas receberam a 1ª dose da vacina, 14.801 a 2ª dose e 10 a vacina de dose única. No total, foram 23.687 doses aplicadas na semana.
 
O ritmo de vacinação aumentou em relação à semana anterior, com 5.778 doses a mais aplicadas.
 
Até o momento, em números relativos, 41,3% da população de Bauru está com a imunização completa e 37% com a imunização parcial.
 
Imunização parcial é quando a pessoa recebeu somente a primeira dose de vacina que necessita de duas doses. Imunização completa é quando a pessoa recebeu as duas doses ou a vacina de dose única.
 
A porcentagem da população sem vacina, – que corresponde a 21,7% no momento – compreende crianças e adolescentes ainda não convocados para a vacinação e pessoas que não procuraram pela vacina.

Clique para carregar as fotos:

Dados e gráficos desta postagem são de Rodrigo Molina em colaboração com o Jornal Dois, tendo como fonte os boletins epidemiológicos da Prefeitura de Bauru. Texto e Artes por Paula Bettelli.

Acredita no nosso trabalho?         
Precisamos do seu apoio para seguir firme.    
Contribua  a partir de 10 reais por mês. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.