Com frota de ônibus reduzida, trabalhadores reclamam de aglomeração em transporte coletivo

Diminuição dos horários de circulação de ônibus foi realizada em abril de 2020; bauruenses contam ao J2 que sentem medo do contágio por covid nos veículos

Publicado em 25 de junho de 2021

Por Victória Ribeiro
Desde que houve a diminuição das linhas de ônibus do transporte público coletivo bauruense, a aglomeração diária e o medo do contágio pela covid-19 fazem parte da rotina de usuários. Para alguns deles, que conversaram com a equipe do Jornal Dois, abandonar os circulares durante a pandemia não é uma opção.
 
Uma das recomendações sanitárias para o controle doença do coronavírus é, além do uso de máscara e álcool 70º, o distanciamento social. É preciso evitar espaços fechados compartilhados e a aglomeração de pessoas. No transporte público coletivo bauruense o cenário é diferente do que sugerem os protocolos.
 
Em abril de 2020 todas as linhas de transporte público passaram a operar em número reduzido. Questionada pelo Jornal Dois, a Emdurb informou que houve diminuição de 73% de usuários do transporte coletivo, o que teria motivado a redução da frota de ônibus que circula pela cidade.
 
Para Márcia Rodrigues da Silva, cozinheira que utiliza, por dia, quatro linhas de ônibus lotadas, sendo uma delas a do “Distrito Industrial”, uma maneira de solucionar o problema seria aumentar a quantidade de circular por linha e incentivar as pessoas a ficarem em casa dentro de suas possibilidades.
 
A Emdurb afirma que está acompanhando a situação junto com o Ministério Público, e diz que vem inserindo carros extras na frota quando há alta demanda. A empresa não informou a quantidade de pessoas que utilizam o sistema de transporte público coletivo atualmente.
Acredita no nosso trabalho?         
Precisamos do seu apoio para seguir firme.    
Contribua  a partir de 10 reais por mês. 

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.