A casa grande entre senzalas urbanas

Espaços públicos de Bauru são construídos sob a perspectiva de um apartheid social, que seleciona quem é que pode acessá-los

Reportagem publicada em 7 de janeiro de 2018

A quem se destinam as fronteiras da cidade ‘sem-limites’? (Foto: Ana Carolina/ JORNAL DOIS)
Por Ana Carolina Moraes, Giovana Amorim, Laura Botosso e Yuri Ferreira

Nos dias de chuva o centro de Bauru parece se desfazer. Enquanto as calçadas enchem com a água das enxurradas, as ruas e praças ficam vazias, com poucas possibilidades de abrigo para quem quer passar. O único coreto da praça Rui Barbosa é uma delas, junto com as marquises do Calçadão da Batista, lugar reservado para lojas grandes ou pequenas, onde os carros não entram.

Ao contrário de dias como esses, o constante movimento nas quatro ruas que marcam o contorno da praça central da cidade é uma amostra da funcionalidade do espaço. Raras árvores, bancos expostos ao sol e chuva e a falta de chamadores culturais reduziram a vastidão do lugar à uma passagem.

Os pedestres tiram pouco ou nenhum tempo para aproveitar o lugar; a maioria apenas cruza o pavimento para chegar às lojas, ao banco, aos estacionamentos. Quem utiliza mesmo o espaço são os moradores e moradoras em situação de rua que vão até o centro da cidade para trabalhar cuidando de carros, embaixo do sol escaldante, ou para encontrar seus conhecidos, espalhados por alguns bancos nos cantos. Grupos de idosos aposentados — já conhecidos por morarem na região — se sentam sob as poucas sombras para jogar baralho ou dominó. Alguém às vezes recita a bíblia.

Essa disposição vem de pouco tempo. A Rui Barbosa e o centro da cidade mudaram de forma constante desde sua criação e ao longo do desenvolvimento. Estritamente ligado à chegada e desenvolvimento da ferrovia, esse espaço recebeu grande variedade de experiências daqueles que passavam ou se instalavam pela cidade. Ali cresceram as trocas comerciais e sociais, que concentraram o centro da população em torno da economia local. Não por acaso, a partir desse ponto, se iniciaram os projetos de revitalização da praça e construção do calçadão.

Não é praça

A região, conhecida como Saara por conta do clima quente e seco da cidade, deu possibilidade para a criação da Rui Barbosa, chamada inicialmente de Praça Municipal. Ligada à Catedral do Espírito Santo, igreja matriz, a praça teve seu caráter religioso modificado com início no primeiro projeto, de 1914, inspirado na Praça da República de São Paulo, que dava ao lugar um caráter de contemplação e integração. Cheia de arbustos e árvores, com um vasto lago e caminhos sinuosos, buscava aspectos contemporâneos da capital para implementar no interior em desenvolvimento a modernidade, muito comumente almejada pela elite que detinha o comércio do café, que entraria em crise no fim da década dando lugar à expansão da ferrovia pelo noroeste paulista.

Os interesses da elite cafeeira são marcadores importantes das apropriações do espaço na conjuntura da época. O artigo “Perda de patrimônio paisagístico: praça Rui Barbosa, Bauru — SP” publicado pela arquiteta, paisagista, professora e doutora do Departamento de Arquitetura, Artes e Comunicação da Universidade Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Emília Falcão, mostra que nos anos de 1930 a presença de pessoas negras não era permitida na praça, e era fora de seus limites que circulava essa população. Enquanto isso, era ali que famílias brancas passavam o tempo.

A praça de convivência se tornou local de passagem. (Foto: Ana Carolina Moraes/ JORNAL DOIS)

A primeira reforma aconteceu nos anos 1950, quando a comunicação e a cultura efervesciam. A grande movimentação, especialmente da população trabalhadora, pobre, negra, leva à transição de um lugar de interações para um lugar de passagem, numa tentativa de dispersar essas presenças. A revitalização de 1991 evidencia essa mudança de forma drástica: a maior parte das árvores é cortada, o lago dá lugar à uma fonte muito menor, os caminhos viram um pavilhão de concreto, quente demais ao sol, molhado demais na chuva. Adilson Santos, 45, cuidador de carros na região da Rui Barbosa, pedreiro e repórter do jornal independente Fatos da Rua, feito por pessoas em situação de rua, conta que sua relação com o lugar é antiga.

“De primeiro tinha show, sexta, sábado, domingo. Tinha sorteio de leitoa. Parecia um parque, tinha peixe, macaquinho, ganso. Hoje não tem mais nada, só alguns bancos quebrados”, relembra.

Acostumado a passar jornadas de trabalho inteiras na região, ele lamenta “aquilo não é praça”.

O deslocamento do centro é um sintoma dessa separação. É que agora a elite, os comerciantes e empresários, se deslocam em direção aos shoppings, às áreas residenciais mais caras, aos subúrbios e condomínios. O centro de detenção dos meios produtivos e recursos não significa o centro da cidade em sua geografia e é movido por interesses imobiliários, onde as classes mais altas concentram suas relações. Com esse deslocamento vai junto o interesse econômico, a aplicação da verba pública e os recursos de produção. A transformação e abandono da Rui Barbosa diz respeito ao interesse de valorização de regiões específicas, as privilegiadas, em detrimento das onde estão aqueles chamados de ralé.

Segregação espacial

Depois da parada no último ponto da linha de ônibus, parece que não tem mais cidade. O bairro Edson Francisco Silva, também chamado de Bauru XVI, é o último da zona oeste, a 7 quilômetros do centro. É um bairro residencial, como foi planejado, mas não tem espaços de convivência comum como praça ou quadra de esportes: as crianças jogam bola na quadra com terra batida.

No bairro da frente, o Nova Esperança, a realidade se repete. Quando tem alguma atividade cultural para a comunidade, o pessoal se reúne em um terreno atrás do posto de saúde. Não tem banco, sombra ou cimento. É um terreno mesmo, cercado por árvores e um alambrado. Precisa subir um pequeno barranco para entrar. Tem alguns aparelhos de fazer ginástica, e o banquinho de um senhor. E só.

Em comum, os dois espaços, mesmo em áreas acêntricas, têm infraestrutura básica e são providos de linhas de ônibus que ligam os últimos bairros da zona oeste aos condomínios da zona sul. Mas, aos finais de semana e feriado não tem ônibus direto. Como os bairros não oferecem lazer, o jeito é, às vezes, caminhar cerca de uma hora e meia até a Avenida Rodrigues Alves, principal corredor de ônibus da cidade, para se deslocar até o Parque Vitória Régia ou o shopping.

O último bairro da Zona Leste de Bauru é o Pousada da Esperança II. Do centro, são 7,5 quilômetros de distância. Diferente dos dois outros exemplos apresentados, o Pousada não tem infraestrutura — tubulações de água, ruas asfaltadas, saneamento básico são itens que estão sendo construídos por lá agora, em 2017. Apenas três linhas ligam o Pousada ao restante da cidade, e os coletivos passam a cada uma hora — no bairro e nos pontos que levam quem está na cidade para o Pousada.

A segregação espacial no território bauruense foi pauta do Plano Diretor da cidade entre 2005 e 2006. O professor de arquitetura José Xaides de Sampaio Alves, que participou da elaboração do Plano, conta que, na época, já havia uma preocupação com a fragmentação do espaço urbano orientada pelo capital.

“Um dos principais debate era o combate à segregação social urbana, que criava mesmo um apartheid social entre as zonas mais ricas, a zona sul da cidade, onde o mercado tinha elegido como as áreas para os grandes investimentos, em detrimento de uma população que ficava cada vez mais abandonada na periferia, sem os aparatos públicos, de integração com a cidade, de desenvolvimento, de geração de renda, e afastando da distribuição de benefícios da cidade”, comenta.

O diagnóstico urbano do Plano traz a mesma perspectiva de Xaides, a de que a construção dos espaços urbanos de Bauru resulta de “uma forte segregação espacial, onde a população mais abastada ocupa as áreas mais bem servidas de melhoramentos públicos e a população carente mora cada vez mais distante, nos loteamentos periféricos, precariamente servidos de infra-estrutura”.

Migalha

“A cidade é um reflexo físico da política de interesse, da relação de classes do interior da cidade”, afirmou José Xaides, docente de Arquitetura, sobre o planejamento seletivo dos espaços urbanos na cidade. “Desde os anos 1980, a região de Zona Sul foi eleita pela classe dominante como a região que deveria ser mais favorecida. Não é a toa que você olha para essa região e encontra todos os equipamentos de lazer, todos os clubes de serviço, as melhores praças e as melhores áreas de lazer, os edifícios públicos, as melhores avenidas, as melhores condições de parques, jardins, e assim por diante”, explica.

A construção desigual da cidade também exprime a desigualdade de distribuição de renda. Segundo o Plano Diretor, de 2008, as pessoas pobres, que têm rendimento médio inferior a dois salários mínimos vivem nas regiões acêntricas de Bauru, conhecidas pelas ausências — de segurança, educação e cultura. Quem tem renda maior que quinze salários mínimos ocupa a zona centro-sul da cidade, com melhor infraestrutura e qualidade de vida.

Outro indicador apresentado no Plano Diretor é a educação. O documento mostra que a desproporção educacional dos bauruenses está atrelada ao território. É na região centro-sul, a mais rica, que estão as pessoas com maior escolaridade; a população analfabeta, por sua vez, reside nas zonas acêntricas, onde há poucas ou não há escolas.

“As periferias ficaram sempre com a migalha. A região norte, a região leste vêm crescendo de uma forma onde os recursos chegam minoritariamente, e as áreas da região sul são sempre as mais privilegiadas, pois o poder público as favorece, por conta dos compromissos com as classes dominantes”, comenta Xaides.

(Foto: Ana Carolina Moraes/ JORNAL DOIS)

Senzalas urbanas

Dos 400 bairros de Bauru, mencionados no Plano Diretor, 22 eram favelas com cerca de 3 mil barracos. A maior parte dessas construções ocupavam áreas verdes e de preservação permanente, distantes do centro. O professor José Xaides conta que, na época da discussão do plano, foi identificado que a cidade tinha muitos espaços vazios em seu interior e que não tinha necessidade de expandir para a periferia.

No entanto, esta perspectiva mudou quando a necessidade de expansão para as zonas mais afastadas parte dos interesses do capital financeiro, de construtoras. Xaides explica que, nesse processo, passou a ser aprovado condomínios na cabeceira de córregos, condomínios em áreas que eram originalmente de Preservação Permanente ou de APAs. “Isso gerou um caso extremo aqui, de um condomínio que depois foi detectado que ele estava em área de APA no município Bauru e tinha sido aprovada como Agudos, e é um condomínio que está para ser desmanchado. E os bens da construtora, daqueles políticos que aprovaram, estão, inclusive, bloqueados pela Justiça para garantir a devolução do dinheiro de quem foi enganado. Alphaville também foi aprovado assim”.

Próximos a essas áreas periféricas apropriadas pelo capital financeiro para a construção de condomínios, por exemplo, surgem as favelas. Enquanto os condomínios têm organização para a construção das moradias, iluminação, asfalto, água — às vezes represas — e muros que “garantem” a segurança, as favelas são desprovidas de tudo e violentadas pelo Estado. Estes espaços acêntricos surgem ao lado dos condomínios para manter a hierarquia social e garantir a prestação de serviços subalternos dos mais pobres para os mais ricos.

É o caso do bairro Jardim Niceia. O bairro fica ao lado de uma universidade pública e entre três condomínios residenciais. Às seis da tarde, o fluxo nesta região é intenso: a entrada dos proprietários nos condomínios, a saída dos trabalhadores dos condomínios rumo às suas casas no Jardim Nicéia, a passagem de estudantes para entrar ou sair da universidade. Cada um destes atores, presos em suas realidades delimitadas por classes, sabem em qual espaço podem estar ou não. Xaides explica que o fenômeno de ter favelas próximas de regiões ricas é “social, cultural do Brasil, é a própria pobreza que justifica isso, como a casa grande e a senzala, vamos dizer assim, urbanas.”

Esta é uma reportagem opinativa produzida por colaboradores, que está divida em duas partes. Para ler a segunda parte da reportagem, acesse: https://goo.gl/CD2oEi

Comments

  1. I am just writing to let you be aware of of the great experience my cousin’s child encountered going through your webblog. She noticed such a lot of pieces, including how it is like to have a marvelous helping nature to get a number of people completely grasp selected tricky subject areas. You undoubtedly did more than people’s expectations. Thank you for displaying the effective, trustworthy, revealing as well as cool guidance on your topic to Mary.

  2. I just wanted to post a quick message to say thanks to you for these fantastic instructions you are posting at this website. My extended internet investigation has now been compensated with beneficial strategies to share with my family members. I would claim that most of us visitors are undoubtedly blessed to be in a remarkable site with so many outstanding individuals with valuable strategies. I feel somewhat lucky to have seen your web pages and look forward to some more exciting moments reading here. Thanks again for everything.

  3. A lot of thanks for all your valuable effort on this blog. My niece really loves working on investigation and it’s really simple to grasp why. All of us know all of the compelling way you produce good tactics by means of this blog and therefore attract contribution from other ones on the situation and our simple princess is actually understanding a lot of things. Take advantage of the remaining portion of the new year. You’re the one carrying out a fantastic job.

  4. I simply needed to thank you very much once again. I’m not certain what I could possibly have created without the type of techniques contributed by you on such topic. It had been an absolute frightening dilemma in my view, however , seeing a new professional strategy you processed the issue made me to leap for fulfillment. I will be happy for your advice and hope that you are aware of a powerful job you are putting in instructing people all through your website. I am certain you have never come across all of us.

  5. I want to get across my passion for your generosity in support of those who really need guidance on that study. Your personal dedication to passing the message throughout turned out to be especially significant and has usually empowered somebody just like me to achieve their objectives. Your valuable tips and hints can mean this much a person like me and additionally to my peers. Best wishes; from everyone of us.

  6. My husband and i ended up being quite joyful Peter could deal with his preliminary research from your precious recommendations he made using your web site. It’s not at all simplistic just to happen to be releasing methods which usually other people may have been selling. And we fully grasp we need you to be grateful to because of that. The type of explanations you’ve made, the straightforward website menu, the relationships your site help to create – it’s everything extraordinary, and it is letting our son and the family reckon that the article is thrilling, which is certainly particularly essential. Thanks for all!

  7. Thanks so much for providing individuals with an extraordinarily superb opportunity to read critical reviews from this web site. It really is very great and as well , stuffed with fun for me and my office acquaintances to search your web site at a minimum thrice every week to read the latest guides you have got. Not to mention, we’re certainly fascinated concerning the very good advice you give. Certain 2 ideas in this posting are honestly the most beneficial we’ve had.

  8. I not to mention my guys happened to be viewing the good helpful tips on your web site and so the sudden I got an awful suspicion I had not expressed respect to the web blog owner for those techniques. These men are already for that reason excited to read through them and now have pretty much been making the most of these things. Appreciate your being indeed accommodating as well as for using variety of excellent topics most people are really eager to be informed on. Our sincere apologies for not expressing gratitude to you earlier.

  9. Thanks a lot for giving everyone such a remarkable chance to discover important secrets from here. It’s usually very ideal and as well , packed with a great time for me personally and my office friends to search your blog particularly thrice per week to learn the newest stuff you have got. And lastly, I’m also actually impressed with your attractive tactics served by you. Some 1 tips in this posting are indeed the very best we have all had.

  10. I have to express thanks to the writer just for rescuing me from this condition. As a result of surfing throughout the search engines and obtaining principles which were not helpful, I thought my entire life was gone. Living without the presence of answers to the problems you have sorted out by way of your main report is a serious case, as well as those which might have adversely affected my career if I had not come across your web page. Your skills and kindness in playing with all areas was helpful. I’m not sure what I would have done if I had not discovered such a thing like this. I’m able to now relish my future. Thanks a lot very much for this specialized and effective guide. I will not think twice to suggest your web site to anybody who should have guide on this area.

  11. I simply wanted to make a quick remark to be able to say thanks to you for all the lovely tactics you are posting at this site. My time consuming internet investigation has now been recognized with excellent information to exchange with my friends. I would repeat that we website visitors actually are very lucky to be in a useful place with many awesome professionals with insightful tips. I feel truly lucky to have encountered your entire website and look forward to many more pleasurable minutes reading here. Thanks a lot again for a lot of things.

  12. I not to mention my guys were viewing the good guides on your web site and so at once developed a horrible suspicion I had not thanked the blog owner for those techniques. My people ended up for that reason thrilled to read all of them and have very much been taking advantage of these things. Appreciation for being well considerate and also for utilizing some tremendous things millions of individuals are really needing to understand about. Our honest regret for not expressing appreciation to sooner.

  13. I not to mention my buddies happened to be following the great ideas located on the blog while the sudden developed an awful feeling I never thanked you for those strategies. The young boys were totally very interested to read them and have now actually been making the most of those things. I appreciate you for really being quite considerate and also for pick out such fabulous resources millions of individuals are really desperate to learn about. My sincere regret for not expressing gratitude to sooner.

  14. I wanted to post a simple message in order to appreciate you for the nice secrets you are giving out here. My long internet research has now been recognized with brilliant facts and techniques to exchange with my colleagues. I would express that many of us site visitors are undoubtedly endowed to be in a really good website with so many lovely people with helpful pointers. I feel quite blessed to have used your webpages and look forward to plenty of more excellent minutes reading here. Thanks a lot again for all the details.

  15. I’m also commenting to let you know what a impressive discovery my cousin’s princess experienced browsing your webblog. She came to find so many things, not to mention how it is like to have a wonderful coaching heart to get men and women smoothly learn various grueling things. You actually surpassed her expected results. Thanks for delivering those powerful, healthy, informative not to mention easy guidance on your topic to Mary.

  16. I in addition to my pals were found to be going through the excellent guides located on your web page and all of a sudden came up with a terrible feeling I had not thanked you for them. All the young men appeared to be totally glad to see all of them and already have absolutely been enjoying those things. Appreciate your indeed being very helpful as well as for deciding upon these kinds of amazing tips most people are really eager to learn about. My personal sincere apologies for not saying thanks to sooner.

  17. I’m also writing to make you know what a remarkable encounter our girl went through viewing your webblog. She came to find numerous issues, with the inclusion of what it’s like to have an awesome coaching heart to let certain people smoothly master a number of impossible things. You really did more than readers’ expectations. Many thanks for delivering those interesting, trusted, educational and in addition easy tips on that topic to Mary.

  18. I really wanted to send a simple remark to thank you for the superb guidelines you are giving on this website. My long internet search has at the end been compensated with good tips to go over with my neighbours. I ‘d suppose that many of us visitors actually are unequivocally lucky to live in a useful website with very many outstanding people with helpful strategies. I feel somewhat grateful to have come across the website page and look forward to many more awesome minutes reading here. Thanks a lot again for everything.

  19. Thank you a lot for giving everyone an extraordinarily remarkable chance to read articles and blog posts from this web site. It is often very terrific and as well , jam-packed with amusement for me personally and my office co-workers to search your blog more than three times in one week to find out the latest guides you have. And definitely, I am certainly satisfied with the fabulous secrets you give. Certain 2 points on this page are absolutely the best I’ve ever had.

  20. Thanks a lot for giving everyone a very breathtaking opportunity to read from here. It is always so lovely plus full of fun for me personally and my office mates to visit the blog not less than 3 times per week to find out the newest guidance you have. And definitely, I’m also at all times satisfied concerning the terrific information you give. Some 2 areas on this page are unquestionably the very best I’ve ever had.

  21. My wife and i ended up being really thrilled Chris could deal with his inquiry using the precious recommendations he discovered in your web page. It’s not at all simplistic to just always be giving out hints which usually men and women may have been trying to sell. And we also do understand we now have the blog owner to appreciate for this. Most of the illustrations you made, the simple site menu, the friendships you will help promote – it is most fantastic, and it is helping our son and the family reason why this subject matter is pleasurable, and that’s extraordinarily fundamental. Thanks for everything!

  22. Thank you so much for giving everyone remarkably superb opportunity to check tips from this website. It is always so terrific and as well , jam-packed with amusement for me personally and my office co-workers to search your web site at least 3 times per week to read through the new issues you have got. And definitely, I’m just certainly amazed considering the exceptional principles served by you. Selected 1 tips on this page are surely the most effective I’ve ever had.

  23. I would like to voice my admiration for your kindness supporting folks who actually need assistance with that topic. Your personal commitment to passing the message up and down appeared to be incredibly significant and have constantly enabled professionals like me to reach their dreams. This useful information can mean a whole lot a person like me and far more to my colleagues. Many thanks; from each one of us.

  24. I am commenting to let you understand of the incredible encounter my child had checking your webblog. She came to understand numerous things, including what it is like to possess an awesome helping mindset to let other folks quite simply know selected complex subject matter. You actually surpassed visitors’ expectations. Thank you for coming up with such beneficial, trusted, educational and even unique tips about this topic to Jane.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.