6 mil indígenas marcham até Congresso Federal em protesto contra PL 490

Na quarta-feira, 25 de agosto, iniciarão as votações de projeto que discute a demarcação de terras indígenas

Publicado em 24 de agosto de 2021

Por Joyce Rodrigues e Victória Ribeiro
Milhares de indígenas percorreram a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, na tarde desta terça-feira (24) em luta contra políticas que propõem a retirada de seus direitos e tornam mais difícil a demarcação de terras indígenas. Segundo a Apib (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil), já são 6 mil indígenas acampados na capital federal, no que está sendo considerada a maior mobilização do grupo desde a assembleia constituinte, em 1988.
 
O movimento conta com 120 indígenas da Terra Indígena de Araribá, em Avaí, região de Bauru.
 
Nesta terça, houve uma marcha até a frente do Congresso Nacional, em protesto contra a “agenda anti-indígena” que tramita na Casa por meio de projetos de lei e outras propostas legislativas. Na sequência, começou uma vigília em frente ao STF. Amanhã (25), a Corte deve começar o julgamento de um processo que vai determinar as futuras demarcações de terras indígenas no país.
Trata-se de uma ação em que se discute o chamado “marco temporal”. A proposta estipula que os indígenas só terão direito à demarcação das terras que estivessem sob sua posse em outubro de 1988, data da promulgação da Constituição Federal.
 
Encampada por setores do agronegócio e entidades ruralistas, o marco é visto como uma grave violação aos direitos dos indígenas.

Seção para inserir galeria/carrossel de fotos. Clique para carregar as fotos:

À convite da Terra Indígena de Araribá, o Jornal Dois acompanha a delegação dos povos indígenas da região de Bauru em Brasília até domingo (28). O transporte foi custeado pelo Sindicato dos Servidores Públicos, Sindicato dos Bancários e a Apeoesp.

Acredita no nosso trabalho?         
Precisamos do seu apoio para seguir firme.    
Contribua  a partir de 10 reais por mês. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.